Perco uma ou duas amizades por ano

Talvez eu tenha problemas! Normalmente perco uma ou duas amizades por ano. Inconsequentemente ainda não me adaptei a este fato miserável. Acho que nasci para ser o menino da madrugada; aquele que fica acordado pensando na vida e tomando um café quente pra caramba! e ao mesmo tempo rir de si mesmo achando que as pessoas são tolas de não se importarem com ele.

Um dia eu escrevi um poema:

"Pessoas surgem,
Conversam, sorriem, me ajudam...
A amizade permanece,
Depois de anos...
Eles desaparecem.

Se o problema está em mim,
Preciso me cuidar.
Ajudem-me;
Acho que preciso me curar."

Muito fofo! Mas a verdade é que me sinto muito patético quando leio. Hoje quero mesmo é sentar; dá um gole e saciar tudo com café. E depois rir e bradar: Não preciso de vocês, seus falsos.

0 comentários: