946 - Poesia - Almas em poemas

946 - Poesia - Almas em poemas




"O cheiro da pele
É de poesia,
Mas por dentro 
O cheiro é de saudade."
 Da Via À Láctea 946-POESIA é um livro repleto de sentimentos onde cada autor, que fez parte desta obra, colocou seus fragmentos de alma em seus versos. Os poemas e textos, que nesta obra faz parte, deixa o livro harmonioso como sua capa. A escrita em geral te prende a cada pagina lida.



Os pensamentos dos autores as vezes te faz rir, as vezes te impressiona e te faz sempre refletir de uma maneira completamente natural. Sem contar que é plenamente agradável a leitura nestas paginas amareladas. 

Os autores contém, na escrita, pitadas de romantismo e coisas naturais como a arte da própria poesia. Quando li as primeiras paginas logo pude observar que este livro é daquelas obras onde você lê e senti todos os sentimentos dos autores cravados nas palavras das paginas deste livro.




"Da via à láctea
eu cruzo com os cometas
e asteroides,
mas meu ponto de colisão é você.
Da via à láctea,
meus infinitos
se traduzem
na galáxia dos teus olhos.
Da via à láctea,
eu tenho 946 motivos,
metáforas,
reticências
e poesias
pra te escrever."




Um comentário :