Versos de um casmurro

Não tenho horas para escrever.
Apenas ligo meu computador,
abro o word. Na tela do meu pc;
Defronte ás teclas minha vil dor

O cérebro rememora! — E eu? —
Escrevo um poema tentando
Livrar-me. — aI! DOI... Encéfalo meu
Que sempre está aqui gritando!

Dor, que humano sente, chama-se
Calúnia! ARGH! Odeio estes
Falsos, vis! Vês, vês! brade: Dane-se

Estes insetos agoniados
Que acabam com o formidável
Espetáculo. Sim! — Tudo pestes...



0 comentários: