Silêncio -Almir Amorim


Silêncio

Eu estava ali! Quando nem sei porque ele surgiu.
Ele!
Quem?
De modo algum pude me refazer daquele momento.
De êxtase?
Ele estava ali!
E eu!
Eu espantado com tamanha força
que me invadia, eu nem sabia.
A energia subia, subia!
Uma sensação...
Alma fria, energia subia, subia...
Inacreditável, sem ela tudo jazia.
Como?
Poderia?
Era real, ele estava ali.
Estendido, em movimento, que
loucura - um outro, um não eu,
invadia a todo instante, tornando-me
indefeso frente aquele estado.

-Almir Amorim
Amor in home

0 comentários: