COSMOPOEMALOGIA - EUNICE BOREAL

COSMOPOEMALOGIA - EUNICE BOREAL

Ouvi dizer
Que o primeiro poema Nasceu
Quando começamos A cantar
Sobre Os sonhos
Marítimos.
Depois da poeira, o mergulho
E antes daquele dilúvio O sentimento
Que diz:
Dentro da gente
Vivem mais de mil espécies
Dentro da gente
O que não está ferido
Ainda
é
Fera.
Quando eu era criança ouvi dizer
Que o verbo faz a carne
Que a palavra é um caminho
Da verdade
E Aquele que consegue enxergar
é um rebelado.
Hoje, enquanto todo o mundo Envelhece
Tentam converter Os valores
Nas bolsas
E a eternidade inteira Parece caber dentro
De uma caixa
De chocolate.


 EUNICE BOREAL


Nenhum comentário