Poema - Eu vs cientista - Danilo Soares

Como hoje: enamorei a natureza!
E toda minh'alma e os eletrons 
Junto dos positivos prótons
Juntou certamente nas durezas
D'um átomo num experimento
Recôndico nas friezas estas
Do mundo em desenvolvimento
De tristezas anonimas na funesta
Pele minha que desonra, claro,
Meu eu interior das euforias!
Assim se continuar: um escarro
Com prazer no cientista louco,
Que deixou-me nestas disforias,
Aqui irei escarrar e dar socos.
Danilo Soares


0 comentários: