Os Excelentes Filmes dos Brilhantes Cantores

Os Excelentes Filmes dos Brilhantes Cantores


         Os Excelentes Filmes dos Brilhantes Cantores(as)

                          


01- Somos tão Jovens

Imagem relacionada



Somos tão jovens foi lançado em 2013, e tem como gênero o drama musical. A obra nos apresenta uma excelente biografia do astro Renato Russo, dirigido por Antonio Carlos da Fontoura e estrelado por Thiago Mendonça como Renato Russo, Laila Zaid, Sandra Corveloni, Marcos Breda, Bianca Comparato e Bruno Torres, escrito por Marcos Bernstein roteirista de "Faroeste Caboclo" (Uma grande obra do cantor).
O filme retrata desde a juventude até o começo da carreira do cantor, as quais foram fases pouco tranquilas. Durante a adolescência Renato passou por um momento muito difícil, tanto para ele quanto para os pais, esse momento ocorreu quando ele se mudou do Rio de Janeiro para Brasília em 1973, e foi ai que Renato começou a sofrer de uma doença óssea rara, chamada epifisiólise, que o confinou à cadeira de rodas após uma cirurgia. Obrigado a ficar em casa e sendo tratado com morfina, Renato passou a viver somente para a música, passando horas em seu quarto, traçando seus planos para ser tornar o maior astro de rock do Brasil, o que consequentemente conseguiu alguns anos mais tarde, mas bem antes de surgir a Legião Urbana, Renato fundou, em 1979, a banda punk "Aborto Elétrico" tendo como integrantes seus amigos, Fê Lemos, Flávio Lemos, André Pretorius e Ico Ouro-Preto. Mas a banda não deu certo por muito tempo, chegando ao fim em 1982, Renato rompeu com o grupo para se tornar "O Trovador Solitário", e logo mais tarde, criou a banda "Legião Urbana".






02- Cazuza- O Tempo Não Para

Resultado de imagem para cazuza o tempo não para

O filme biográfico foi lançado no dia 11 de julho de 2004, dirigido por Sandra Werneck e Walter Carvalho, produzido por Daniel Filho, e interpretado por Daniel de Oliveira como Cazuza, com roteiro escrito por Fernando Bonassi e Victor Navas, baseado no livro "Cazuza, Só as Mães são Felizes", escrito pela mãe do cantor, Lucinha Araújo, e pela jornalista Regina Echeverria.
O longa conta a história de Agenor, conhecido como Cazuza, um jovem muito talentoso e cheio de energia, que apreciava cada momento que a vida tinha para oferecer, Cazuza gostava de estar sempre rodeado dos amigos, com os quais formou a banda Barão Vermelho na década de 80, no Rio de Janeiro, tendo como um dos integrantes o talentoso Frejat, mas logo depois Cazuza iniciou sua carreira solo como cantor e compositor.
No decorrer da metragem Cazuza descobre que tem aids, e passa a lutar contra a doença, com o apoio dos amigos e principalmente dos pais, que o levaram para se tratar no hospital de Boston. Quando Cazuza voltou para o Rio, mesmo debilitado, ele compareceu a um show que foi muito especial, e cantou a canção que deu nome ao filme "O Tempo não Para". Cazuza morreu aos 32 anos, em decorrência da aids, em 1990.


        03- Fique Rico ou Morra Tentando

Imagem relacionada

Fique Rico ou Morra Tentando é um filme de drama dos EUA, estrelado pelo rapper 50Cent, e realizado por Jim Sheridan, sendo lançado no dia 9 de novembro de 2005, o filme conta com a produção de Roger Barton, e roteiro por Terence Winter.
O filme biográfico conta a história de Marcus (50cent), desde quando ele era criança até o inicio de sua carreira como rapper.
Marcus perdeu a mãe quando ele ainda era menino, e dai passou a morar na casa dos avós, desde cedo ele já havia despertado interesse pelo rap, apesar que no decorrer de sua vida ele passou a se envolver com o tráfico, mas não era esse o trabalho que ele queria, ele ainda tinha o sonho de ser rapper. O trabalho como traficante lhe rendeu muito dinheiro, Marcus evoluiu neste ramo, arrumando a sua própria gangue, até que Marcus se reencontrou com o amor de sua vida e resolveu deixar a vida de traficante, mas é claro que ele não podia sair dessa assim, ele tinha dívidas com seus antigos sócios, os quais lhe sentenciou à morte, Marcus levou 9 tiros, mas felizmente sobreviveu.




04- 8 Mile- Rua das Ilusões

Imagem relacionada

8 Mile - Rua das Ilusões é um filme americano de 2002, tem como gênero o drama musical, dirigido por Curtis Hanson e com roteiro de Scott Silver.
O filme biográfico foi estrelado pelo próprio rapper Eminem.
Jimmy, mais conhecido como B-Rabbit, mora num trailer em Detroit com a mãe alcoólatra, um padrasto aparentemente louco, e a irmã pequena.
O mesmo tem um relacionamento conturbado com a namorada, e a vida na periferia não é nada fácil, e em meio as dificuldades, Jimmy encontra um novo sentido na vida, compondo letras de Hip hop, e improvisando batalhas de rap com um grupo de 'camaradas', sendo um desses amigos o apresentador dos duelos de mcs que ocorrem no bairro, até que esse apresentador o inscreve em uma nova disputa de rimas, depois dele ter simplesmente "travado" em uma anterior. No próximo confronto de improviso Jimmy impressionou com seu talento inigualável.

                                   


   05- Tim Maia

Resultado de imagem para Tim maia filme

Tim Maia é um filme brasileiro, fruto de uma obra biográfica sobre o cantor Tim Maia, o responsável pelo estilo soul brasileiro. Foi adaptado e dirigido por Mauro Lima, baseado no livro Vale Tudo - O Som e a Fúria de Tim Maia de Nelson Motta, também rendeu um musical de teatro. O filme foi lançado em 30 de outubro de 2014, estrelado por Robson Nunes como Tim Maia adolescente e Bubu Santana como Tim Maia Adulto, Alinne Moraes como Janaína, Laila Zaid como Susi, Cauã Reymond como Fábio, e George Sauma como Roberto Carlos.
Quando era menino, Sebastião Rodrigues Maia, morava no bairro da Tijuca e trabalhava vendendo marmitas para ajudar no orçamento da família, o que lhe rendeu o apelido de Tião Marmiteiro. Aos quinze anos, o jovem formou um grupo musical chamado de The Sputniks, tendo entre seus parceiros ninguém menos que o adolescente, Roberto Carlos.
Em busca do seu sonho americano, Tim Maia viajou para os EUA, mas acabou se envolvendo com drogas e roubos. Em 1963, depois de cumprir seis meses de prisão foi deportado.
E mesmo em meio aos fracassos, Tim Maia não desistiu de ser tornar um ícone, assim como seus antigos companheiros Roberto, Erasmo Carlos e Jorge Ben Jor, o compositor de "É primavera" e "Não quero dinheiro".
Tim Maia lutou muito para chegar onde chegou, ele era negro e sua beleza não era "aceitável" pelo público. 
O filme também retrata a época em que o cantor despertou interesse pela filosofia racional na década de 70, que resultou em dois álbuns excelentes, mas que não repercutiu,
levando o cantor de volta ao repertório sem nenhuma influência filosófica ou religiosa.









             06- Gonzaga: De Pai pra Filho

Imagem relacionada

Gonzaga de Pai pra Filho é um drama brasileiro de 2012, dirigido por Breno Silva, escrito por Patricia Andrade e estrelado por Chambinho do Acordeon e Júlio Andrade. O filme foi inspirado na biografia dos cantores Luiz Gonzaga e Gonzaguinha, pai e filho respectivamente. O longa foi transmitido pela Rede Globo em formato de minissérie entre 17 e 20 de janeiro de 2013, sendo dividido em 4 capítulos.
O filme relata a história emocionante de Luiz Gonzaga, conhecido como Rei do Baião. Luiz, que nasceu no sertão do nordeste, teve que deixar sua cidade logo cedo. Em 1929 foi para Fortaleza e se alistou; um ano depois começou a servir no exército.
Depois de quase dez anos no quartel, Luiz vai para o Rio de Janeiro, com o intuito de tocar sanfona para ganhar dinheiro, levando para os cariocas a cultura da música nordestina, o que acabou agradando a muitos.
Até que numa festa, Luiz conhece Odaléia, uma moça que gosta de cantar, e a partir dai eles começam a namorar. Porém o dinheiro que recebia como sanfoneiro era pouco, e a vida dos dois era difícil. Após uma discussão eles acabam se separando, e Luiz voltou a ver Odaléia somente no dia do nascimento de seu filho, e este recebe o nome do pai.
Depois de algum tempo Odaléia adoece e morre de tuberculose. Luiz deixa seu filho com o casal que o abrigou quando chegou ao Rio, e segue cuidando de sua carreira como cantor, passando a fazer sucesso.




          07- 2 Filhos de Francisco

Resultado de imagem para 2 filhos de francisco

2 Filhos de Francisco foi lançado em 2005, do gênero drama, dirigido por Breno Silveira, roteiro por Patricia Andrade, e estrelado por Márcio Kieling como Zezé Di Camargo e Thiago Mendonça como Luciano Camargo.
O filme conta a história de Mirosmar (Zezé Di Camargo) e seus irmãos. O pai deles, Francisco de Camargo, é um lavrador de Pirenópolis, no interior de Goiás, que tem como objetivo; transformar seus dois filhos em uma dupla sertaneja.
Quando Mirosmar completa onze anos, Francisco resolve lhe dar um acordeon, e para seu irmão, Emival, um violão. E dai, Mirosmar e Emival começam a tocar nas festas da vila. Mas, por conta da perda da propriedade onde moravam nos anos 70, toda a família teve que se mudar para Goiânia. 
E os irmãos, na tentativa de conseguir algum dinheiro para ajudar em casa, começam a tocar numa rodoviária local, sendo descobertos por Miranda, um empresário ambicioso de duplas caipiras, que viaja com eles por mais de quatro meses. E dai, se inicia a jornada de um grande sucesso. Os irmãos cantaram para mais de 6 mil pessoas num espetáculo no interior do país. Mas, infelizmente ocorre um acidente de carro, e Emival não resistiu, voltando para casa num caixão, o que abalou drasticamente a família, e encerrou a carreira da dupla.
Após quase desistir da carreira, Mirosmar decide voltar a cantar, gravando um disco solo, mas não obtém sucesso. Ele se casa, e com duas filhas pequenas, Zezé tem dificuldades para sustentar a família, e só o que consegue é que outros cantores cantem suas composições. Apesar disso, foi em meio a essa fase difícil que Zezé deu a voltar por cima, ele encontrou em seu irmão Welson, que passa a utilizar o nome artístico de Luciano, tudo o que precisava para seguir com a carreira musical.


08- Get On Up: A História de James Brown


Imagem relacionada

Get On Up: A história de James Brown é um filme norte-americano, do gênero drama biográfico musical, baseado na vida do cantor de soul, foi lançado em 1 de agosto de 2014, e no Brasil apenas em 5 de fevereiro de 2015, dirigido por Tate Taylor, escrito por Jez e John-Henry Butterworth, e estrelado por Chadwick Boseman.
James Brown nasceu na Carolina do Sul (EUA), teve uma infância bem difícil, sua mãe teve que sair cedo de casa, o deixando apenas com o pai, o qual era agressivo. E em sua adolescência, James teve que aprender a sobreviver sozinho. Logo depois começou a praticar pequenos crimes e acabou sendo preso. No Entanto, James cumpriu sua pena com muita energia e musicalidade, ele era carismático e seu talento encantava a todos. 
James desde pequeno já havia despertado uma grande paixão pela musica, e não demorou muito até que todos reconhecessem o seu verdadeiro dom, ele simplesmente brilhava, tinha uma energia sem limites, além de cantor era dançarino, e com isso alegrava e agitava a todos, e foi assim que James aos poucos foi conquistando o coração de inúmeros fãs, se tornando uma das figuras mais influentes na musica do século XX.

09- Ray

Resultado de imagem

Ray é um filme norte-americano, que leva o nome do próprio cantor, no qual o filme se baseia, sendo lançado em 29 de outubro de 2004, e no Brasil em 4 de fevereiro de 2005, em Portugal apenas em 10 de fevereiro. O filme independente foi produzido e dirigido por Taylor Hackford, roteiro pelo mesmo e por James L. White, foi estrelado por Jamie Fox como Ray. Ray Charles nasceu em 1932, na Albany, uma cidade pobre do estado da Georgia. Ray fica cego aos sete anos, após presenciar seu irmão mais novo morrer afogado. Inspirado pela mãe independente, que o encoraja a busca por seus sonhos, Ray descobre seu dom num teclado de piano. Logo se torna um dos maiores gênios musical, ganhando reputação antes mesmo de sua fama ultrapassar todas as barreiras. Ray fica famoso mundialmente quando incorpora o gospel, rock and roll, country e jazz, misturados com o blues.
Ray Charles tornar-se um fenômeno inimitável por todo o cenário musical, mas ao revolucionar o modo como a música era apreciada, ele passa a lutar contra a segregação racial em casas noturnas que o lançaram como artista.
Mas, apesar de todo o sucesso, a vida profissional de Ray, tanto quanto a pessoal é drasticamente afetada, quando mulheres e lembranças ruins do passado começam a surgir e ele se torna um viciado em heroína.






10- O Destino Mudou Sua Vida

Resultado de imagem para O destino mudou sua vida

O Destino Mudou Sua Vida é um filme estadunidense de 1980, do gênero drama biográfico musical, baseado nas autobiografias da cantora Loretta Lynn. Foi dirigido por Michael Apted, roteiro por Thomas Rickman e estrelado por Sissy Spacek como Loretta Lynn.
Loretta Lynn nasceu na cidade de Butcher Hollow, no Kentucky, sendo a exploração das minas de carvão a única atividade econômica. Loretta é a mais velha entre os 8 filhos de Ted Webb, um mineiro pobre que com muito esforço criou sua família. Loretta, com apenas 13 anos se casou com Doolittle Lynn, e aos 20 anos, já com 4 filhos, tudo indicava que ela seria uma dona de casa pelo resto da vida.
Loretta sempre gostou de cantar, e desde que morava com os pais, ela já cantava para seus irmãos e depois passou a cantar ocasionalmente para a sua própria família. No começo Loretta tinha vergonha de cantar para o público, mas é claro que essa timidez logo acabou, ela era talentosa e em pouco tempo conquistou muitos fãs.
O marido de Loretta gostava de vê-la cantar, e então, resolveu presenteá-la com um violão, ela logo aprendeu a tocar, e Doolittle notou que Loretta tinha um dom. Com o apoio do marido, ela grava um disco independente e os dois fazem de tudo para que o disco seja divulgado.
Loretta, aos poucos começa a fazer sucesso no mundo da música country, o que faz com que ela conheça Patsy Cline, que era na época a maior estrela da música country, as duas se tornam amigas e chegam a cantar juntas, numa turnê. Mas infelizmente, quando Loretta menos esperava, Patsy morre num acidente aéreo.
Com o sucesso de Loretta, vieram diversas apresentações, que deixaram Loretta cada vem mais esgotada física e psiquicamente.





11- Johnny e June

Imagem relacionada

Walk the Line (no Brasil, Johnny e June) é um filme estadunidense de 2005, baseado na vida do cantor Johnny Cash. Tem como gênero o drama biográfico, foi dirigido por James Mangold, roteiro por Gill Dennis e James Mangold, baseado no livro de Johnny Cash e Patrick Carr. Foi estrelado por Joaquin Phoenix como Johnny Cash e Reese Whinterspoon como June.
O filme foi lançado após a morte dos Cash. Apesar disso, ele chegou a ter conhecimento do inicio do processo de pré-produção. Walk the Line é o nome da canção original de Johnny, I Walk the Line.
O filme retrata desde a infância do cantor até sua ascensão na música country.
Johnny vivia em um sítio com a família, ele era apegado ao irmão mais velho que infelizmente morreu. Com o passar dos anos, Johnny sai de casa para trabalhar no serviço militar. E dai, ele se casa com Vivian e vai para Memphis, no Tennessee, onde começa a gravar, depois das muitas tentativas infrutíferas.  Johnny conhece June Carter nas turnês, junto com Elvis Presley e Jerry Lee Lewis, e logo se apaixona. Mas, por levar um estilo de vida volátil, e ser assombrado pelos traumas do passado, Johnny entra num caminho de autodestruição, do qual apenas June Carter pode salva-lo.


12- La Bamba

Imagem relacionada


La Bamba é um filme estadunidense, lançado em 24 de julho de 1987, do gênero drama biográfico, dirigido por Luis Valdez, roteiro pelo mesmo, produção por Taylor Hackford e Bill Borden, estrelado por Lou Diamond Phillips como Ritchie Valens.
Richard Steven Valenzuela é um adolescente, descendente de mexicanos, que se torna um astro do Rock and roll ao escrever uma música chamada Donna, o nome da garota por quem ele se apaixona durante o ensino médio. Entretanto, o pai de Donna Ludwig é contra a relação dos dois, por conta da descendência de Valens.
O filme também relata as dificuldades na família do cantor, como o conturbado relacionamento de sua mãe Connie Valenzuela entre o seu meio-irmão Bob Morales, além do ciúme que Bob sentia pelo sucesso de Ritchie.
Em certa noite, Bob fica bêbado, e começa a gritar na frente da casa de Connie pedindo para ver sua filha, uma vez que Bob havia engravidado a primeira namorada de Ritchie, Rosie, e ela pediu ajuda a sua sogra depois de ser violada por Bob.
Mas, depois de um tempo Ritchie e Bob resolvem fazer uma viajem para a Tijuca, México e visitam uma boate onde Ritchie descobre a música que viria a ser um de seus maiores sucessos, La Bamba. Apesar, que na realidade, ao contrário do que foi retratado no filme, a viajem foi feita por toda a família.

O filme também retrata a fobia que Ritchie tinha de voar, por conta de um sonho frequente que ele tem, como resultado de uma colisão no ar entre duas aeronaves que realmente ocorreu na escola de Ritchie onde o seu melhor amigo havia sido atingido em solo por um dos destroços dos aviões. Porém, na data em questão, Ritchie estava ausente da escola para assistir ao funeral de seu avô.
No começo de sua carreira profissional, Ritchie até que consegue evitar voar para alguns de seus shows pelo pais, mas acaba sendo convidado para cantar sua canção "Donna" num programa de TV na Filadélfia. O produtor de discos e empresário de Ritchie ajuda-o dando-lhe vodka durante o voo para acalmar seus nervos.
Eles decolam num pequeno avião durante uma tempestade de neve na madrugada do dia 3 de fevereiro de 1959 (na noite que viria a ser conhecida como "o dia em que a música morreu").




Texto por: Eduarda D.S
Revisão por: David Benner

Eu fiz essa resenha com o intuito de recomendar para vocês estes filmes que são uma obra prima, apesar de serem tão pouco valorizados. Essa resenha não está classificando quais são os melhores filmes biográficos, a lista também seria muito mais extensa, se não fosse pelo fato que não encontrei todos os filmes para poder assistir.
Também não é uma resenha critica, mas se fosse para criticar, eu teria sim algo para criticar de alguns dos filmes, assim como vocês também terão.
E eu acabei por misturar os filmes brasileiros com os americanos, porque eu não vejo muita diferença, todos são brilhantes cantores(as), cada um(a) com o seu jeito de ser e estilo musical conquistaram uma legião de fãs.
Os filmes vocês podem encontrar no YouTube, apenas o filme Cazuza tem na Netflix.



Nenhum comentário