Rio Tinto - Poema - Danilo Soares


Estas terras de Rio tinto
que são plenamente belas;
iluminam como as velas
acesas no escape do perigo.

Os coqueiros, aqui, inteiramente
harmoniosos como seus cocos
traz o incrível doce em seus gostos,
Que, parece sempre literalmente


Uma magia que só tem aqui
Nas terras Paraibanas. Aí
Vivo para afirmar que o Nordeste

igual todas as canas; é bom
Como as músicas e belo com
poesia de patativa (cabra da peste).

Danilo Soares


0 comentários: