Albatrosses Filled with Plastic - Poema - Danilo Soares

Vezes em vezes encontro-me
Como Albatrosses Filled with Plastic!
Veja: Completamente ataca-me 
O povo - Com esta crueldade epic! -
Ah... Engoli a podridão do globo...
É logico! Já não posso voar mais.
Ficaram negros meus olhos de lobo!
Coração tem plástico e nada demais.
Misericórdia... O que é isso aqui?
- Só quis tomar água em rios - 
Porém a água podre existe por aí.
A humanidade quer agora respirar!
Parem com lixos, parem com o vazio
Das matas! Oh parem de matar.

0 comentários: