Antigos poemas - Danilo Soares



Cilene. Sentido da existência 
De meus antigos poemas. 
Os que havia persistência
Em compor. Cada problema 
De métrica eu resolvia!
Mas no fim sempre há
Livre os versos. A poesia
De amor que não mostrar 
Cousas soltas, nem é.
Ah, e a agonia de distancia
Que brotava nos olhos
Do poeta era a ganância
Do seco, podre, de molho
Coração! Doce afeição
Assim como do nordeste
A rapadura! - Atenção:
É saboroso! Inda lembro
Do amor que então 
Era puro. Eu? Era membro,
Estudante da escola
Da paixão! 



0 comentários: