7 Perfeitos Livros que li em 2018 - Danilo Soares

7 Perfeitos Livros que li em 2018 - Danilo Soares

Dois mil e dezoito foi um ano em que cumpri todas as metas que havia proposto. Também não posso deixar de lado que foi um dos anos que mais reli e li livros excelentes de autores nacionais e alguns internacionais. Entre tantas obras que li, abaixo destaco as que mais me agradaram.


Memórias Póstumas de Brás Cubas


Não me julgue por antes não ter lido esse clássico do nosso Machado de Assis. Sempre há tempo para tudo e o meu momento de ler Memórias Póstumas foi em 2018. Durante a leitura, estive diante uma série de pensamentos filosóficos interessantes. A narrativa do Machado de Assis dispensa apresentações e o enrendo é meio engraçado, afinal, por que ler uma obra em que o narrador é um defunto? Porque foi escrito por MACHADO DE ASSIS.

Solo Sagrado

 
Claro, o Solo Sagrado marcou meu 2018. Fico feliz e orgulhoso que esta obra fora publicado por uma grande amiga minha: Joice Cruz. Aqui estamos diante um padre que se apaixona por uma mulher bela e talentosa. Assim como a própria capa, o livro todo é belo. Quem ainda não leu, está perdendo.

Poema Sujo


Falando sério, existe um poeta contemporâneo mais top que o Ferreira Gullar? Eu leio Poema Sujo todos os anos. Então, na verdade, foi uma releitura que fiz. E, leitor meu, posso dizer que, para quem gosta de poesia, aqui está o livro que tens que ler. Mas, deixo claro que a obra é recheada de erotismo, pessimismo e palavrões. 

 Ideias de Canário



— O mundo, redargüiu o canário com certo ar de professor, o mundo é uma
loja de belchior, com uma pequena gaiola de taquara, quadrilonga, pendente de um
prego; o canário é senhor da gaiola que habita e da loja que o cerca. Fora daí, tudo
é ilusão e mentira.
Mais uma vez o Machado de Assis oparece nesta lista. Porém, a obra Ideias de Canário não é um romance, mas sim um conto. Admito que é uma história que me fez refletir muito quando estava lendo (Na biblioteca da escola cheio de tédio). Num tenho o que falar sobre a obra. Apenas leia.

EU e Outras Poesias


Quem me conhece sabe que sou completamente apaixonado por Augusto dos Anjos. Todo ano releio esta obra. Estudo-a e reflito-a. Talvez nunca existirá um livro de poemas que me abismará tanto quanto o EU. A obra é uma junção de filosofia e literatura. É um universo de pensamentos de Schopenhauer, Nietzsche e tantos outros filósofos pessimistas.

Mensagem 


Deus quer, o homem sonha, a obra nasce.
Deus quis que a terra fosse toda uma,
Que o mar unisse, já não separasse.
Sagrou-te, e foste desvendando a espuma,
Também foi o tempo de ler um dos maiores poetas da língua portuguesa. Já havia lido algumas antologias poéticas do mesmo, porém foi a vez de desfrutar de sua obra Mensagem. Assim como o Machado, o Fernando Pessoa dispensa apresentações. 

 
A Flor do Gol 


Aqui apresento mais um livro de poesia (sério, amo poesia). A Flor do Gol é uma obra que apresenta ritmo, musicalidade, filosofia, rimas. O que me deixa com orgulho é o fato do autor Sérgio de Castro Pinto ser paraibano e fazer parte de nossa literatura nacional.


Pois bem, esses foram os livros lidos por mim em 2018 que mais me agradaram. Claro que li mais obras, porém, não como esses (risos). Boas festas a todos e que 2019 possa lhe trazer coisas melhores. 

Nenhum comentário