Pintura corporal Indígena

Pintura corporal Indígena

Carga gigante de interpretações,
Força enorme de representação
Da cultura do povo campeão
Em indoles e de conservações.

Alegra a pele de maneira artística.
Jenipapo se transforma em magia,
O pincel dança sob a poesia
E o indígena mantém a vida rica.

Livra alma e levanta a força do povo,
Assim empodera o desanimado
Desenterrando afeto que há enterrado.

Cada traço pintado é um riso novo!
Cada desenho é alívio à consciência
E torna-se a principal resistência.

14/janeiro/2019

Poema de Danilo Soares

(Imagem da internet)

Nenhum comentário