Jogador n1 - O livro que me fez amar a literatura

Jogador n1 - O livro que me fez amar a literatura

 

 
 
Okay, pessoal! Aqui estou novamente, haha! Agora irei falar de um livro que amo pra cacete. Sim, já ouviste falar de Jogador N1? Se sim, continua aqui e se não, continue também. Vamos lá!
 
O ano é 2044 e a Terra não é mais a mesma. Fome, guerras e desemprego empurraram a humanidade para um estado de apatia nunca antes visto.Wade Watts é mais um dos que escapa da desanimadora realidade passando horas e horas conectado ao OASIS, uma utopia virtual global que permite aos usuários ser o que quiserem, um lugar onde se pode viver e se apaixonar em qualquer um dos mundos inspirados nos filmes, videogames e cultura pop dos anos 1980. Mas a possibilidade de existir em outra realidade não é o único atrativo do OASIS, o falecido James Halliday, bilionário e criador do jogo, escondeu em algum lugar desse imenso playground uma série de easter-eggs que premiará com sua enorme fortuna e poder aquele que conseguir desvendá-los. E Wade acabou de encontrar o primeiro deles. 

Jogador N1 foi escrito por Ernest Clini. Trata-se de uma obra que puxa o leitor para dentro da história, fazendo dele um viajante. Sem enrolações, se você é um fã de jogos, séries, livros e de toda a cultura nerd/geek em si, esse livro é um prato cheio para você.

Eu sempre falo que fora essa obra que me fez ter o hábito da leitura. Sim, primeiramente, quem me recomendou esse livro fora um professor de história que, assim como eu, também é bem nerd. E, putz, esse ato dele de me recomendar essa obra, mudou minha vida. Na época eu li o livro em pdf, fora horrível, porém o livro era tão bom que eu nem me importei tanto. 

Afirmando aqui, Jogador N1 foi um dos primeiros romances que eu li e, até onde me recordo, também fora o primeiro livro que eu li em pdf, hahaha. Aliás, nem recomendo a pirataria de livros, se puder, compre o e-book ou o livro físico (que é melhor ainda).

Recentemente essa história virou filme. Eu assisti. É um filme excelente para quem já é fã do livro e o recomendo também, mas antes de assistir, leia o livro.
 
 
 
E é isso, galera. Tchau, tchau e até mais! 



 
 
 

Nenhum comentário