Quarentena

Quarentena

 Janela do quarto, janela da vida,
Na rua há um casal brigando,
Um louco em prece por virtude,
E 4 mil otários me odiando,

A bad as vezes se revela,
Questione-se
Há alguma coisa mais
monótona que essas janelas?

O pranto na madrugada
É de quem busca a paciência
O choro na tarde
É do filósofo buscando a resiliência

Falamos mil merdas,
E tentamos a maior das merdas,
Para só depois lembrar da mãe,

Rabiscos, tesouras, lâminas,
Estiletes, canções, champanhe...

Poema, poema,
A menina faz poesia,
Clara, a vida é clara contigo,
A menina tem metáfora na vida,
A menina salva vidas,
Almas
Inclusive...
Interrogações, inclusive o quê?

 

 

 

Danilo Soares

Nenhum comentário