Acerca do Livro Amor para Corajosos de Luiz Felipe Pondé

Acerca do Livro Amor para Corajosos de Luiz Felipe Pondé

 

'O poeta Vinícius de Moraes ensinava a amar 'porque não há nada melhor para a saúde que um amor correspondido'. Se não há nada mais importante do que amar, pensar o amor em suas diversas formas e vínculos é fundamental. Em Amor para corajosos, o filósofo Luiz Felipe Pondé conduz o leitor por um passeio sobre o tema. Não se trata de um manual para amar melhor ou um estudo acadêmico. Na sua tradicional prosa ao mesmo tempo provocativa e elucidativa, Pondé escreve uma série de ensaios que podem ser lidos aleatoriamente ou na ordem sugerida. Ele parte de uma diferença filosófica entre o que seria um 'amor kantiano' que busca estabilidade e respeito e um 'amor nietzschiano' aquele da paixão avassaladora. O foco principal é o amor romântico chamado pelos medievais de 'doença da alma'. Pondé usa a filosofia, as ciências sociais e a cultura para analisar questões eternas e outras mais contemporâneas. O amor pode conviver com rotinas? O amor tem cura? É ético abrir mão do amor em nome de obrigações familiares? Como saber se você é um canalha ou uma vagabunda? É possível confiar numa mulher? Como curar a atávica insegurança masculina? E quando o amor morre? Como o próprio título sugere, Amor para corajosos Reflexões proibidas para menores vai instigar o leitor ao exercício do amor. Afinal, segundo o próprio Pondé, o amor é uma experiência prática, jamais teórica. 'Se você nunca entendeu a razão de a literatura estar cheia de exemplos de pessoas que 'morrem de amor', nenhuma teoria do amor vai salvá-lo do vazio que é nunca ter sofrido de amor'.'

Acho que vocês já conhecem o tio Pondé, então não irei apresentá-lo aqui. Todo mundo sabe que esse filho da pu*** é um grande provocador. E em Amor Para Corajosos, é lógico que ele traz essas provocações. Coisas do tipo:

“Narcisistas, mimados e ressentidos não são capazes de amar.” 

 Logicamente, esse não é um livro para você ler e dizer: "ainh, agora sou corajoso para amar aquela mina", meu amigo, esse livro pode acabar com as suas expectativas de amar. Aqui o tio Pondé faz uma análise do que é o amor. Ele traz exemplos, citações e críticas ao que é o amor romântico. 

Ele fala da doença que o amor causa e da abstinência pós término. Sinceramente, gostei demais desse livro, porque é realista. Ele suja aquele mel idealizado dos casais de instagram e dos poemas do romantismo. E por falar em romantismo, aqui ele cita O Sofrimento do Jovem Werther, aquele personagem da literatura romântica que suicidou-se após ter um amor platônico, com essa citação, por exemplo, Pondé fala das consequências do amor.

 

"[...] quanto maior o nível de maturidade de uma pessoa, maior o efeito dessa paixão sobre ela, porque só se é capaz de reconhecer esse pequeno pedaço de paz quando já se atravessou muitas guerras. O amor não é para iniciantes" 

 


 


Nenhum comentário