Caindo de seus picos

Caindo de seus picos

 Caindo de seus picos,
Tu voas demais,
Conheces o irreal,
Tu vives o místico.
Teu mundo é conteúdo lírico.
Sua própria verdade,
Onde a ciência não estraga a criança,
Aqui não foste morto por outrem.
Sabes o que sabes vivendo,
Mestre nenhum o ensina
Yby Marane'yma
Muito além do bem,
Cravasse na vida a tua ira,
Cravasse na vida o teu amor,
Pedras no caminho,
Quimeras domadas no ninho,
Pôr do sol banhando a flor,
Feliz dia dos finados,
Pessoas querendo ser frias no amor.
Tanta metafísica na inocência,
el sentimiento es hermoso
Que não estraguemos.
Pela criança interior, revolução.
O abraço, a virtude, demonstração,
O riso no agora ergaremos.
O "eu te amo" no espírito verdadeiro,
Falo de nosso carinho brasileiro,
É essencial que possamos dizer
Na verdade,
l'essentiel est invisible pour les yeux

 - Danilo Soares

Danilo Soares nasceu em Rio Tinto-PB, onde reside atualmente. É poeta, autor de Versos Substanciais e Versos Existenciais.

Nenhum comentário