Soneto para o sotaque pernambucano de Mari

Soneto para o sotaque pernambucano de Mari

Amado seja sempre vosso léxico,
O que da fenda nativa acordara.
O que chia esse s, soando mais belo cântico
E ainda mais lindo que o sonido da Iara!

Ah, mademoiselle, tua fala é chique.
Que tupi veio a influenciar tã bem assim?
Que português 'tá ainda nesse sotaque?
Co'um galicismo ainda, és francesa no fim!

O poeta áspero, o cantor regional,
A dona da cocada e o vendedor
— Que falam assim, com gosto, com sal,
Igual você cantam da vida o sabor.
Pernambucana é a fala espiritual,
E é com um "psiu" que ouço o s encantador.

- Danilo Soares 




2 comentários :