A trindade parnasiana - parnasianismo

A trindade parnasiana - parnasianismo


A "trindade parnasiana" compreende, por estilizada convenção crítica, os nomes de Alberto de Oliveira, Raimundo Correia e Olavo Bilac. Semelhantes e reuníveis por uma intransigente sujeição ao chavão da arte pela arte teorizado por Gautier, por uma altiva e ao mesmo tempo modesta defesa do ofício de poeta e dos instrumentos do cinzelar que esse ofício comporta, diferenciam-se, no entanto, pela distinta carga humana que tingirá de lirismo as delicadas paisagens de Alberto de Oliveira, que colorirá de tons sociais à Antero de Quental os versos de Raimundo Correia e que dará notas de otimismo vitalista ao mais destacado deles, Olavo Bilac.", Luciana Stegagno-Picchio, Historia da Literatura Brasileira.

Olavo Bilac (Olavo Braz Martins dos Guimarães Bilac), jornalista, poeta, inspetor de ensino, nasceu no Rio de Janeiro, RJ, em 16 de dezembro de 1865, e faleceu, na mesma cidade, em 28 de dezembro de 1918. Um dos fundadores da Academia Brasileira de Letras, criou a cadeira nº. 15, que tem como patrono Gonçalves Dias.

 Abaixo deixo meu vídeo sobre Olavo Bilac, além de complementar com informações acerca do parnasianismo.

Nenhum comentário